Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Violência doméstica: 3 casos fatais em menos de 24 horas

Três fatais casos de violência doméstica em menos de 24 horas. Duas mulheres foram mortas a tiro, em Boticas e em Gaia, e outra foi estrangulada, em Olhão. Os autores dos crimes são os companheiros das vítimas, dois deles incapazes de aceitar a separação.

Paula Alexandra Cardoso Morais Guedes, 49 anos e mãe de um jovem de 14, estava há já uma semana em divergências com o companheiro, Paulo “Batatela”, de 50 anos. Insistindo ir a casa de Paula Guedes para conversarem, o agressor acabou por matá-la com um tiro na cabeça e outro nas costas, em pleno jardim de casa onde a vítima vivia com a mãe, em Vila Nova de Gaia. Depois, entregou-se na PSP de Valadares.

Maria Fernanda Rio, 52 anos, foi surpreendida no quarto da sua residência, em Alturas do Barroso, Boticas, Vila Real, pela agressividade tresloucada do marido, Jeremias Pereira, 54 anos, que avançou na sua direcção de faca em punho e a matou com três golpes na carótida e ainda um tiro na cara. Foi detido pela PJ de Vila Real.

Maria José Costa, cerca de 60 anos, foi encontrada morta em casa, num prédio junto à Estrada Nacional 125, próximo do centro comercial Ria Shopping, em Olhão. A PJ confirmou as suspeitas de se tratar de um homicídio por estrangulamento. O principal suspeito do crime é o ex-companheiro da vítima que tinha sido posto fora de casa recentemente, depois de vários episódios de violência doméstica.

Deixe um Comentário