Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Ursula Burns, a mulher à frente da Xerox

CEO de uma das maiores tecnológicas do mundo, a primeira mulher a suceder a outra mulher numa grande empresa dos Estados Unidos e a primeira afro-americana a chefiar uma multinacional. Prestes a completar 54 anos, Ursula Burns é um caso único na liderança da Xerox e na história empresarial norte-americana.

Em Julho de 2009 foi anunciada a sucessão do cargo de presidente-executiva da Xerox: saía Anne Mulcahy e entrava Ursula Burns. O cargo era novo, mas a empresa já era familiar para esta mulher, considerada, nesse ano, uma das mais poderosas do mundo, pela revista Forbes.

Toda a carreira de Burns foi construída ao serviço da gigante de TI, onde está desde 1980, quando foi contratada para estagiária no sector de engenharia mecânica. Na Xerox, assumiu posições em actividades de desenvolvimento de produtos e planeamento e liderou, entre 1992 e 2000, diversas unidades de negócio, incluindo a divisão de copiadoras, impressoras a cores e fax para escritórios. A executiva integra, desde 1997, o comité-executivo da empresa e, em 2000, foi nomeada vice-presidente sénior dos serviços estratégicos para o mercado corporativo, acumulando ainda a liderança da manufactura e operações da cadeia integrada de suprimentos. Dois anos mais tarde, foi designada presidente da unidade Xerox Business Group Operations.

Burns, hoje uma executiva de enorme sucesso, tem um passado marcado, desde muito cedo, por uma convivência com as adversidades da vida. Nascida em Nova Iorque, filha de mãe solteira, cresceu num conjunto de habitações sociais em Manhattan, onde também criou três filhos. Venceu à custa do trabalho duro e, hoje, orgulha-se de ter uma casa nas Bermudas.

Licenciada em Engenharia Mecânica, pela Universidade de Nova Iorque, e mestre na mesma área, pela Universidade de Columbia, Ursula Burns integra importantes conselhos e comunidades profissionais para instituições, como a American Express, Boston Scientific Corporation e MIT Corporation, entre outras.

 

1 Comentário

  1. [...] a ocupar o posto de presidente-executiva de uma empresa que está no ranking Fortune 500 (ler mais aqui). Tags: [...]

Deixe um Comentário