Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Sutiã detecta cancro da mama

O primeiro “sutiã inteligente” promete ser um novo e revolucionário método, não invasivo, na detecção do cancro da mama. Desenvolvido por uma empresa norte-americana, a peça avalia a temperatura do peito e é capaz de prever células cancerígenas até seis anos antes de outros processos de detecção.

Num formato desportivo e revestido com dezasseis sensores, o sutiã, da First Warning Systems, deve ser utilizado durante doze horas para que seja feito o diagnóstico. Depois, basta fazer uma ligação à Internet para descarregar a informação. Os resultados podem ser quatro: normal, benigno, suspeita de anormalidades do tecido mamário ou prováveis anormalidades do tecido mamário.

Estudos preliminares e ensaios clínicos já realizados a 650 mulheres mostram, de acordo com o fabricante, a eficácia deste sutiã em relação à tradicional mamografia. A equipa que o concebeu garante mesmo uma taxa de precisão acima dos 90 por cento (face aos 70 por cento da tradicional mamografia), com uma outra grande vantagem: o baixo custo deste equipamento relativamente a outras técnicas.

Apesar de diversos especialistas afirmarem que este novo método precisa de mais estudos para corroborar os ensaios clínicos, o aparelho é apresentado como uma arma poderosa contra esta doença que todos os anos afecta mais de um milhão de mulheres em todo o mundo.

Avaliado em cerca de 385 euros, espera-se que esteja disponível a partir de 2013.

Deixe um Comentário