Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Maria da Glória Garcia, a primeira reitora da Universidade Católica

Maria da Glória Garcia é a próxima reitora da Universidade Católica Portuguesa (UCP), tornando-se na primeira mulher da história da instituição, criada em 1967, a ocupar o cargo.

O nome da jurista e professora catedrática tinha sido apresentado à Congregação para a Educação Católica (Santa Sé) para aprovação. A escolha acabou por ser feita pelo magno chanceler da UCP, D. José Policarpo, cardeal patriarca de Lisboa, após este ter ouvido o conselho superior da instituição académica e a Conferência Episcopal Portuguesa.

Perfil

Antiga vice-reitora da UCP e actual directora da Faculdade de Direito da mesma instituição, Maria da Glória Garcia nasceu em Coimbra, a 06 de Novembro de 1953. Casada e sem filhos, dedicou grande parte da sua vida ao direito e à pedagogia.

Filha de um médico, Maria da Glória Garcia licenciou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, com 18 valores, a mesma nota que viria a tirar no mestrado e no doutoramento, na Faculdade de Direito da UCP.

Foi assistente da Faculdade de Coimbra, onde permaneceu até 1978. Nesse ano, foi para Lisboa, onde se tornou assistente (1978-1994), professora auxiliar (1994-1999) e depois professora associada da Faculdade de Direito da UCP. Foi ainda professora associada da Universidade de Lisboa e professora convidada do programa de doutoramento da Universidade Nova de Lisboa (1999/2000) e fez parte de comissões para a elaboração de leis (como a Lei da Nacionalidade ou o Projecto de Código do Consumidor).

Em 1995, recebeu o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, concedido pelo então Presidente da República, Mário Soares, às mulheres doutoradas em Direito em Portugal.

Maria da Glória Garcia foi ainda a primeira mulher a ser lançada como candidata ao cargo de Provedor de Justiça, em 2009.

Deixe um Comentário