Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Liga Anti-Cirurgia Plástica

A Liga Anti-Cirurgia Plástica, fundada pela actriz britânica Kate Winslet, defensora da beleza natural, é um movimento contra a pressão que Hollywood exerce para que as mulheres se submetam a cirurgias plásticas estéticas. A campanha conta com o apoio das também actrizes Rachel Weisz e Emma Thompson.

“Nunca me renderei [às cirurgias plásticas]. É contra a minha moral, contra a maneira como os meus pais me criaram, contra o que considero a beleza natural. Sou uma actriz, não quero congelar a expressão do meu rosto”, garante Winslet que, com quase 37 anos, se mostra muito orgulhosa das suas curvas e do seu corpo e garante nunca ter passado por qualquer intervenção desse tipo.

Rachel Weisz, que já tinha defendido publicamente que o uso de botox deveria ser proibido para os actores, pois “actuar é pura expressão”, acrescenta: as pessoas que são sujeitas a cirurgias plásticas estéticas e perfeitas demais não são, afinal, sexys ou necessariamente lindas. “Vivemos obcecados com a juventude. Todos têm de parecer ter 30 anos quanto têm 60”, acrescenta Emma Thompson.

A dar razão às actrizes está o facto de a beleza natural de Winslet ter-lhe valido, no ano passado, pela terceira vez consecutiva, o título de mulher mais glamourosa do mundo, atribuído pelos leitores da revista Glamour.

 

Deixe um Comentário