Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Conctraceptivos salvam vida a 250 mil mulheres por ano

O uso de contraceptivos salva a vida a 250 mil mulheres por ano, envitando que estas sofram grandes complicações durante o parto, revela um estudo publicado na revista The Lancet.

Segundo a publicação, o número de mortes maternas em todo o mundo caíu 40 por cento nas últimas décadas. “Se todas as mulheres nos países desenvolvidos que não querem engravidar usarem um método contraceptivo eficaz, as mortes maternas podem diminuir pelo menos mais 30% do que aquilo que já diminuíram”, alcançando-se uma redução de 70% nesse número, pode ler-se no estudo citado pela agência France Presse.

O estudo refere ainda as mais valias dos cuidados de saúde infantis e do bom acompanhamento durante as gravidezes, que devem ser planeadas e espaçadas entre si para diminuir o risco de prematuridade ou de problemas nos primeiros anos de vida das crianças

Dados

No ano de 2008 o número de mulheres que morreram ao dar à luz, ou em sequência de abortos ilegais e perigosos era de 355 mil. Contudo, no mesmo ano, a utilização de contraceptivos conseguiu evitar 250 mil mortes maternas e diminuir o risco de gravidezes indesejadas. 

Deixe um Comentário