Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Catarina Mota inova com piano de papel e impressora de bolachas

Um piano de papel, um xilofone feito de gelatina e frutos (Resistor JelTone), uma impressora 3D que imprime bolachas (iCookie), uma abóbora com luzes sensíveis ao toque: estes são os mais recentes projectos que a investigadora Catarina Mora está a desenvolver em Nova Iorque.

A aplicação de circuitos eléctricos em materiais “domésticos” ou a utilização de hardware para conseguir produtos imprevisíveis como uma bolacha “pretende ser uma forma simples e divertida de levar crianças e adultos a se interessarem por electrónica e pelas práticas de partilha de conhecimento que nos permitem aprender uns com os outros e dar asas à imaginação”, explica Catarina Mota.

Todas estas inovações surgiram no âmbito de um doutoramento, dedicado às práticas ‘open-source’, e foram desenvolvidos para o projecto OpenMaterials de que Catarina é co-fundadora.

“O principal objectivo deste grupo é divulgar informação e encorajar experimentação num espírito open-source e colaborativo”, explica a investigadora.

Catarina Mora fez a tese de mestrado na New York University e está agora a fazer um doutoramento através da Faculdade de Ciências Sociais Humanas da Nova com uma bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia, ao abrigo do programa UTAustin|Portugal.

Pode consultar os projectos de Catarina Mora aqui.

 

O Piano de Papel

iCook

 

 

Deixe um Comentário