Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Castelo de Paiva cria apoio para vítimas de violência doméstica

Gonçalo Rocha, presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, e Sandra Neves, da Associação para a Promoção Social e Profissional de Castelo de Paiva

Um acordo para o alojamento imediato de vítimas de violência doméstica foi firmado entre a Câmara Municipal de Castelo de Paiva e a Associação para a Promoção Social e Profissional daquela cidade.

Assegurar que haverá sempre uma alternativa de alojamento temporário para as vítimas de violência doméstica que, “por razões de segurança, de necessidade de afastamento do agressor ou por outras causas a esse imputáveis, tenham abandonado a sua habitação ou pretendam fazê-lo, e não possam ser de imediato integradas nas infraestruturas públicas de acolhimento já existentes”, é o objectivo desta iniciativa, explica o presidente da autarquia, Gonçalo Rocha.

Este tipo de violência “é hoje um problema reconhecidamente grave, que atinge um grande número de pessoas e tem consequências nefastas não só para as próprias vítimas, mas também para a sociedade em geral”, pelo que “é indiscutível a necessidade da intervenção de todos no sentido da prevenção e erradicação deste problema e também da protecção da vítima”, sublinha Gonçalo Rocha.

O protocolo pretende proporcionar às vítimas deste tipo de crime “uma alternativa de alojamento ou acolhimento temporário e imediato no concelho ou nas regiões próximas, assim como um acompanhamento de proximidade”, afirma o autarca.

Deixe um Comentário