Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

Ana Bela Pereira da Silva eleita pelo No Feminino Negócios “Mulher Portuguesa 2012”

 

Ana Bela Pereira da Silva, Presidente da Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias (APME), é a “Mulher Portuguesa 2012” eleita pelo No Feminino Negócios, pelo dinamismo e resultados do seu trabalho em prol do Empreendedorismo Feminino. Marta Miranda, vocalista dos OqueStrada, que este ano celebram 10 anos e foram escolhidos para actuar na cerimónia do Nobel da Paz, é a “Mulher Revelação”.

 A presidente da APME tem liderado a afirmação da excelência do desempenho das mulheres nas empresas e na economia e destacado a importância estratégica de entender que “o talento não tem género e não pode ser desperdiçado”.

O dinamismo de Ana Bela Pereira da Silva em defesa dos interesses das Mulheres Empresárias e Empreendedoras, na promoção dos seus negócios e no apoio directo a start-ups e a empresas geridas e lideradas por Mulheres, deu este ano mais um enorme contributo para que a realidade comece a ser cada vez mais vista “no feminino” pelos Media e outros agentes, com vários exemplos a mostrarem que, mais do que de estilo, esta é uma mudança notável de mentalidades.

Ana Bela Pereira da Silva sucede, assim, a Sandra Correia, CEO da Novacortiça e da Pelcor, eleita no ano passado “Mulher Portuguesa 2011”.

Marta Miranda -“Revelação”

A vocalista dos OqueStrada viu este ano, em que a banda comemora 10 anos, o seu trabalho reconhecido com o convite para actuar na cerimónia oficial de entrega do Prémio Nobel da Paz à União Europeia  e no prestigiado Concerto do Prémio Nobel da Paz.

Nos últimos dois anos, um segredo bem guardado por muitos fãs portugueses revelou-se nos palcos internacionais e Miranda en(cantou) a Europa com mais de 100 concertos e prepara-se agora, depois de Oslo, para celebrar 10 anos de Strada, a 20 de Dezembro, com um concerto álbum de memórias dos OqueStrada no São Luiz.

Deixe um Comentário